Peyronie – Documentação da Doença para o Melhor Tratamento

Peyronie – Documentação da Doença para o Melhor Tratamento

Documentar a Curvatura de Peyronie e tudo o que ela representa parece óbvio, não é? Ainda assim, a maioria dos homens não consegue documentá-la satisfatoriamente.

 

Mas porque e é importante documentar a condição de sua Peyronie? Em primeiro lugar porque o que você pensa ou sente não é sempre como ele realmente é. Estudos têm mostrado que os pacientes tendem a superestimar a curvatura do pênis em 20 graus, ou seja, quando comparado com a medição objetiva.

 

Peyronie é estressante o suficiente sem acreditar a situação a ser pior do que realmente é.

 

Os médicos também preferem “fatos aos sentimentos”. Fotos e medidas exatas da curvatura do pênis irão nos informar se o seu tratamento está funcionando ou não e ajudá-lo a decidir sobre as próximas etapas a serem ou não seguidas.

 

Documentar a Doença de Peyronie é realmente simples, vamos entender como?

 

 

Como documentar sua condição de Peyronie

 

É mais importante que você documentar sua condição e que você o faça assim que notar qualquer mudança ou qualquer surgimento de dúvidas.

Então a primeira tarefa é escrever tudo, pois toda informação vai ajuda-lo em um possivel tratamento.

Você também pode gravar o que você, se preferir. A principal coisa é ter tudo relacionado ao tratamento de sua Peyronie em um só lugar … e certifique-se de armazenar uma cópia em algum lugar seguro (backup).

 

Anote o que e como se sente, as suas medições, quando começou o seu tratamento, quaisquer alterações no seu tratamento, as consultas do seu médico, etc.

 

Medir a curvatura do pênis

 

A melhor maneira de medir a curvatura do pênis é usar o protrato o goniômetro (tipo de réguas para medir ângulos). Faça isso, mas antes busque um especialista para não acabar se machucando ou realizando a medição errada.

 

curvatura

 

 

Fotos dizem mais do que mil palavras

 

Tire fotos do seu pênis regularmente. É mais fácil ter alguém a tirá-las, mas você pode fazê-lo sozinho, é claro. A principal coisa é sempre tirar as fotos do mesmo ângulo e distância. Perceba o seu penis e veja se está bem limpo.

 

Tire uma foto do seu pênis da frente, de cada lado e do topo, ou seja, olhando para baixo sobre ele. É sempre melhor tirar mais fotos do que menos. Não só tirar fotos de seu pênis ereto, também tirar fotos dela quando flácido. Fique atento a cada detalhe e leve as suas impressões ao seu médico. Ele ficará responsável por analisar cada detalhe e essas imagens polparão exames desnecessários.

 

Documentar a condição de Peyronie fará você se sentir mais no controle e ajudará você e seu médico a tomar decisões sobre o seu futuro.

 

Então, se você não fez isso até agora, comece já. Anote o que aconteceu até agora de acordo com sua melhor lembrança. E faça a documentação de sua condição como parte da rotina de tratamento da Peyronie de agora em diante. Fique atento a cada detalhe.

Seja consciente dos cuidados que se deve ter para que se evitem problemas de saúde na região peniana, área bastante delicada e deve ter uma higiene especial.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *